A CADIME e a ZEV BIOTECH assinam um acordo para democratizar a biologia molecular

Na quinta-feira, 5 de novembro do ano passado, a Câmara de Instituições de Diagnóstico Médico – CADIME – e a ZEV Biotech assinaram um acordo de cooperação com o objetivo de estimular a difusão, a promoção e capacitação na área de biologia molecular genômica.

Maximiliano Irisarri, Presidente de ZEV Biotech, juntamente com sua equipe e seus investidores, visitou a sede de CADIME para materializar a assinatura do acordo com Guillermo Gomez Galizia, Presidente da CADIME, e José Laurensio, Secretário da Câmara, o qual visa colocar à disposição das pequenas e médias empresas do setor de assistência médica ambulatorial as tecnologias de biologia molecular com aplicação da genômica.

A medicina genômica tem grande importância na qualidade do diagnóstico e do tratamento médico, mas, hoje em dia, seu acesso é oneroso para os pequenos prestadores, particularmente para aqueles situados em áreas afastadas dos centros urbanos.

Atualmente, a empresa está em processo de aprovação do seu produto pela Administração Nacional de Medicamentos, Alimentos e Tecnologia Médica (ANMAT) – aprovação que aspiram obter nos próximos meses – e depois, será hora de sair ao mercado e avaliar a receptividade do desenvolvimento: “Os nossos clientes são os laboratórios de análise clínica e qualquer centro de saúde dedicado ao diagnóstico, seja público ou privado.

O nosso objetivo é fornecer os equipamentos e os insumos que o laboratório precisa para prestar o serviço de análise de diagnóstico molecular”, afirmou Andrés Barcala, integrante de Zev.

A ZEV BIOTECH e a CADIME, através deste acordo, visam democratizar o acesso às tecnologias da saúde, de tal maneira que a biologia molecular genômica se torne acessível para todos os prestadores de saúde e, assim sendo, toda a população é beneficiada.

A ZEV BIOTECH participou em setembro da INNOVATECH, feira saúde organizada pelo Programa FIVES, e é uma startup acelerada por Grid Exponential. Junto com a CADIME, estimulam a transferência de conhecimento e os espaços de vinculação para potencializar o sistema de saúde argentino.